segunda-feira, 12 de junho de 2006

Santos Populares.. Eu vou!


Refrão:
E um craveiro numa água furtada
Cheira bem, cheira a Lisboa
E uma rosa a florir na tapada
Cheira bem, cheira a Lisboa

E a fragata que se ergue na proa
E a varina que teima em passar
Cheiram bem porque são de Lisboa
Lisboa tem cheiro de flor e de mar

Lisboa já tem sol mas cheira a lua
Quando nasce a madrugada sorrateira
E o primeiro eléctrico da rua
Faz coro com as chinelas da ribeira

Se chove cheira a terra prometida
Procissões têm cheiro a rosmaninho
Na tasca da viela mais escondida
Cheira a iscas com moelas e a vinho

Refrão

Lisboa cheira aos cafés do Rossio
E o fado cheira sempre a solidão
Cheira a castanha assada se faz frio
Cheira a fruta madura quando é Verão

Os lábios têm o cheiro do sorriso
Manjerico tem o cheiro de cantiga
E os rapazes perdem o juízo
Quando lhes dá o cheiro a rapariga

E viva a tradição, vivam os Santos Populares, viva a sardinha no pão e cerveja plo ar, viva o manjerico e as quadras, os bairros antigos com as vizinhas à janela, o Santo António casamenteiro, as marchas na Avenida, muita borga e pouco estudo, as cantigas e bailarico pla noite fora... Mesmo já não morando lá, é esta a cidade que eu amo e por quem o meu coração balança nesta época do ano.. Por isso vou lá estar! É tradição, é Lisboa, é Portugal!

3 comentários:

Maria disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Maria disse...

Aaaaaaaaaiiiiiiiiii!!!
Lisboooooooooooaaaaaaaaaa!!

***

(porra, que ninguem comenta o meu blog...)

http://blogdamariah.blogspot.com

(passo a publicidade)

Kik0 disse...

Tenho-te a dizer que os santos foram basicamente isto ...

Gaijas (em geral, não so as do IST) com as mamas à mostra!

Pretos

Ciganos

Basofes em geral

Muita confusão

E ainda mais mamaçal das gaijas (em geral...)

Mas ... "em geral" foi giro eu gostei ... de ensinar os caminhos da antiga Lisboa, ao nosso futuro (ou nao) da nossa engenheiria!

Amazing! :D